MANIFESTO DO COMITÊ BRASIL EM DEFESA DAS FLORESTAS E DO DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL DO BRASIL

Lançado em no dia 07 de junho de 2011, em Brasília, na sede do conselho federal da OAB, na presença de senadores, deputados, organizações da sociedade civl, o MANIFESTO DO COMITÊ BRASIL EM DEFESA DAS FLORESTAS E DO DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL DO BRASIL, tem como objetivo mobilizar a opinião pública contra o projeto de lei que modifica o Código Florestal, definido como um retrocesso na proteção do meio ambiente.

A ARATU reproduz, aqui, o manifesto e soma-se a corrente em proteção às nossas florestas.

MANIFESTO DO COMITÊ BRASIL EM DEFESA DAS FLORESTAS E DO DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL DO BRASIL

Por que tanta polêmica em torno da manutenção do que resta das nossas florestas? Será possível que ambientalistas, cientistas, religiosos, empresários, representantes de comunidades, movimentos sociais e tantos cidadãos e cidadãs manifestem sua indignação diante do texto do Código Florestal, aprovado pela Câmara dos Deputados, apenas por um suposto radicalismo ou desejo de conflito sem cabimento? Será justo afirmar que os defensores das florestas não levam em conta as pessoas e suas necessidades de produzir e consumir alimentos? Do que se trata, afinal? O que importa para todos os brasileiros?

Importa, em primeiro lugar, esclarecer a grande confusão sob a qual se criam tantas desinformações: não está se fazendo a defesa pura e simples das florestas. Elas são parte dos sonhos de um país com mais saúde, menos injustiça, no qual a qualidade de vida de todos seja um critério levado em conta. Um Brasil no qual os mais pobres não sejam relegados a lugares destruídos, perigosos e insalubres. No qual a natureza seja respeitada para que continue sendo a nossa principal fonte de vida e não a mensageira de nossas doenças e de catástrofes.

A Constituição Brasileira afirma com enorme clareza esses ideais, no seu artigo 225, quando estabelece que o meio ambiente saudável e equilibrado é um direito da coletividade e todos – Poder Público e sociedade – têm o dever de defendê-lo para seu próprio usufruto e para as futuras gerações

Esse é o princípio fundamental sob ataque agora no Congresso Nacional, com a aprovação do projeto de lei que altera o Código Florestal. 23 anos após a vigência de nossa Constituição quer-se abrir mão de suas conquistas e provocar enorme retrocesso.

Há décadas se fala que o destino do Brasil é ser potência mundial. E muitos ainda não perceberam que o grande trunfo do Brasil para chegar a ser potência é a sua condição ambiental diferenciada, nesses tempos em que o aquecimento global leva a previsões sombrias e em que o acesso à água transforma-se numa necessidade mais estratégica do que a posse de petróleo. Água depende de florestas. Temos o direito de destruí-las ainda mais? A qualidade do solo, para produzir alimentos, depende das florestas. Elas também são fundamentais para o equilíbrio climático, objetivo de todas as nações do planeta. Sua retirada irresponsável está ainda no centro das causas de desastres ocorridos em áreas de risco, que tantas mortes têm causado, no Brasil e no mundo.

Tudo o que aqui foi dito pode ser resumido numa frase: vamos usar, sim, nossos recursos naturais, mas de maneira sustentável. Ou seja, com o conhecimento, os cuidados e as técnicas que evitam sua destruição pura e simples.

É mais do que hora de o País atualizar sua visão de desenvolvimento para incorporar essa atitude e essa visão sustentável em todas as suas dimensões. Tal como a Constituição reconhece a manutenção das florestas como parte do projeto nacional de desenvolvimento, cabe ao poder público e nós, cidadãos brasileiros, garantir que isso aconteça.

Devemos aproveitar a discussão do Código Florestal para avançar na construção do desenvolvimento sustentável. Para isso, é de extrema importância que o Senado e o governo federal ouçam a sociedade brasileira e jamais esqueçam que seus mandatos contêm, na origem, compromisso democrático inalienável de respeitar e dialogar com a sociedade para construir nossos caminhos.

O Comitê Brasil em Defesa das Florestas e do Desenvolvimento Sustentável, criado pelas instituições abaixo assinadas, convoca a sociedade brasileira a se unir a esse desafio, contribuindo para a promoção do debate e a apresentação de propostas, de modo que o Senado tenha a seu alcance elementos para aprovar uma lei à altura do Brasil.

Brasília, 7 de junho de 2011

Ordem dos Advogados do Brasil (OAB)
Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB)
Associação Brasileira de Imprensa (ABI)
Central Única dos Trabalhadores (CUT)
Forum de ex-ministros de meio ambiente
Instituto Ethos de Empresas e Responsabilidade Social,
Movimento SOS Florestas
Via Campesina
Federação de Trabalhadores na Agricultura Familiar (Fetraf Brasil)
Grupo de Trabalho Amazônico (GTA)
Comitê Intertribal da Rio+20
Associação Brasileira das ONGs (ABONG),
Conselho Nacional das Igrejas Cristãs do Brasil (CONIC)
Rede de Juventude Pelo Meio Ambiente (REJUMA)
Movimento Amazônia para Sempre
Movimento Humanos Direitos (MUDH)
Instituto Democracia e Sustentabiliade (IDS)
Greenpeace Brasil
Instituto Socioambiental (ISA)
Movimentos dos Trabalhadores Sem Terra (MST)
Movimento de Mulheres Camponesas (MMC)
Movimento dos Pequenos Agricultores (MPA)
Movimento dos Atingidos por Barragens (MAB)
Associação (Apremavi)
Imaflora
Instituto Centro de Vida (ICV)
Instituto de Pesquisa Ambiental da Amazônia (IPAM)
WWF Brasil
SOS MATA ATLÂNTICA
Associação Alternativa Terrazul
Vitae Civilis
Federação de Órgãos para a Assistência Social e Educacional (FASE)
IBASE
Sinpaf – Sindicato Nacional dos Trabalhadores de Pesquisa e Desenvolvimento Agropecuário
Fórum Nacional de Reforma Urbana
Rede Ecumênica da Juventude (REJU)
Instituto Sociedade População e Natureza (ISPN)
Instituto de Estudos Socioeconômicos (INESC)
SOS Clima Terra
Movimento Inovação Brasil (MIB)
Instituto Políticas Alternativas para o Cone Sul (PACS)

Leia Mais

PROJETO CONSCIENTE COLETIVO

Na última sexta-feira, 19 de agosto, o presidente da ARATU, Carlos Alberto Pereira, esteve em Fortaleza, no Vila das Artes, participando da oficina onde foi apresentado o Projeto Consciente Coletivo. O projeto é uma iniciativa do Canal Futura, em parceria com o Instituto Akatu e HP do Brasil. A oficina foi ministrada pela Mobilizadora e Articuladora Social do Canal Futura - NE, Ana Amélia Melo que ressaltou a importância do envolvimento das crianças e jovens no projeto visando uma mudança de atitude em relação ao consumo feito pela sociedade atual.
Cada episódio, produzido com um curioso processo de animação com papel, ensina o que é e por que é tão importante adotar o consumo consciente no nosso dia a dia. As peças vão ao ar nos intervalos de programação do Canal Futura.
Além da série audiovisual, o trabalho de conscientização vai ser reforçado por uma ação pedagógica em 1.000 instituições, parceiras do Akatu e do Canal Futura, espalhadas por todo o país. As organizações presentes na oficina já receberam seus kits educativos compostos por DVDs com os episódios da série e um livro com reflexões e sugestões para o uso pedagógico do material.

A ação é parte do programa de educação, realizado desde 2008 pelo Akatu com apoio da HP, e é dirigida a crianças e jovens.
No estado do Ceará 21 organizações foram convidadas a participarem desse projeto, entre elas a ARATU.

O passo agora é começar a desenvolver o projeto com as demais instituições, grupos, escolas do município. A ARATU informa que em breve estará comunicando de que maneira o projeto será desenvolvido em Icapuí e na região.
 Ana Amélia Melo
Mobilizadora e Articuladora Social - Canal Futura NE




Leia Mais

ARATU PARTICIPARÁ DE OFICINA PROMOVIDA PELO CANAL FUTURA

A ARATU participará amanhã, 19 de agosto de 2011, de oficina onde será apresentado o Projeto Consciente Coletivo. O projeto é uma iniciativa do Canal Futura, em parceria com o Instituto Akatu e HP do Brasil. Cada episódio, produzido com um curioso processo de animação com papel, ensina o que é e por que é tão importante adotar o consumo consciente no nosso dia a dia. As peças vão ao ar nos intervalos de programação do Canal Futura.
Além da série audiovisual, o trabalho de conscientização vai ser reforçado por uma ação pedagógica em 1.000 instituições, parceiras do Akatu e do Canal Futura, espalhadas por todo o país. Essas organizações vão receber kits educativos compostos por DVDs com os episódios da série e um livro com reflexões e sugestões para o uso pedagógico do material.
A ação é parte do programa de educação, realizado desde 2008 pelo Akatu com apoio da HP, e é dirigida a crianças e jovens.
No estado do Ceará 21 organizações estão sendo convidadas a participarem desse projeto. A ARATU é uma dessas instituições.
A oficina acontecerá, nesta sexta, 19 de agosto, às 8hs da manhã, no Vila das Artes, em Fortaleza-CE.
Leia Mais

1º ENCONTRO SESC POVOS DO MAR


sesc-ce.com.br
Em agosto o Serviço Social do Comércio realiza o 1º Encontro SESC Povos do Mar: Socialização das Práticas e Saberes das Comunidades Litorâneas. A programação será desenvolvida na Colônia Ecológica SESC Iparana, de 18 a 21, com o intuito de promover a visibilidade e valorização das comunidades tradicionais de pescadores, artesãos, quilombolas e etnias indígenas que povoam o litoral cearense.
 
A socialização das técnicas de artesanato, a discussão socioambiental, a etnicidade, a culinária, os ofícios tradicionais ligados à pesca, o desenvolvimento do turismo de bases comunitárias e práticas de saúde ancestrais serão difundidos através de rodas de conversas, oficinas, minicursos e círculos de cultura que priorizarão as falas e expressões socioculturais de mestres e representantes dos coletivos sociais presentes.
 
O encontro contará com exposição temática das 44 comunidades participantes, provenientes de 12 municípios cearenses, sendo um momento único de interação, vivência e reconhecimento do patrimônio material e imaterial do Estado. “O SESC, enquanto instituição de intervenção social, visa contribuir com o desenvolvimento e fortalecimento das formas de organização e expressão cultural. Entendemos que o evento promove a reflexão, criação e difusão de formas sustentáveis de abrangencia territorial e cultural”, ressalta Regina Leitão, Diretora Regional do SESC-CE.
 
O encontro propiciará entrega de certificado referente a 48 horas (somadas atividades educativas e culturais), emitido pelo SESC, onde todos os participantes deverão inscrever-se em um Minicurso, duas Oficinas e quatro Rodas de Conversa, que serão somadas a uma vasta programação com diversas vivências socioculturais.
 
Com informações da assessoria de imprensa do Sesc-CE


FONTE: http://www.jangadeiroonline.com.br

Leia Mais

O BLOG ARATU ESTÁ COM NOVIDADE

Oito (08) meses se passaram desde a criação do BLOG ARATU e aproveitamos o espaço para anunciar nosso novo endereço: www.aratu.org.br. A mudança foi pensada para facilitar o acesso ao endereço pelos nossos leitores e visitantes, facilitar a divulgação do trabalho desenvolvido pela ASSOCIAÇÃO ARATU DE PROTEÇÃO AOS ECOSSISTEMAS COSTEIROS e uma forma de já garantir o domínio (.org) para divulgação da ONG. Lembramos que o endereço www.blogaratu.blogspot.com continua funcionando também.
Desde que o blog foi ao ar tivemos um total de 8.580 visitas. A grande maioria do Brasil e região, mas para nossa surpresa temos recebido visitas de países como: Portugal, EUA, Reino Unido, Alemanha entre outros. Sinal que a divulgação de nosso trabalho tem ultrapassado as fronteiras de Icapuí e região, onde temos desenvolvido o nosso trabalho.
Aproveitamos o espaço para agradecer aos blogs www.acidadeicapui.com.brwww.peixegordo.comwww.icapuinalinha.blogspot.comwww.aracatiemfoco.blogspot.com  que têm ajudando na divulgar nosso trabalho através dos post realizados.

Agradecemos nossos visitantes. Obrigado!
Voltem sempre acessando o www.aratu.org.br .

Leia Mais

PINGUIM É ENCONTRADO POR PESCADORES NO MAR DE ICAPUÍ

terça-feira, 9 de agosto de 2011

Pinguim é encontrado por pescadores no mar de Icapuí


O mar de Icapuí tem de tudo mesmo. Além de peixe-boi marinho e tartarugas que costumam ser encontrados em nosso litoral, há dois dias um pinguim foi resgatado por pescadores da comunidade de Barrinha. A ave foi avistada em alto mar e aparentava cansaço excessivo, apresentando dificuldades para nadar. Os pescadores recolheram o pinguim e o colocaram no frigorífico do barco, utilizado para refrigerar a produção, permanecendo ali durante os dois dias de pescaria. Hoje, ao retornarem à terra firme, os pescadores encaminharam a ave para uma clínica veterinária no centro de Icapuí, de propriedade de Claudio Roberto, que tomou alguns cuidados para manter o animal vivo e comunicou o fato à equipe da Aquasis, ONG que atua na preservação e monitoramento de espécies marinhas.

Segundo a veterinária da Aquasis, o aparecimento de pinguins no litoral de Icapuí já era esperado, pois já haviam encontrado outros animais da mesma espécie no mar de Natal-RN. Após exame, o estado do pinguim "perdido" foi considerado normal com leve sintoma de desidratação. A Aquasis removeu o pinguim para a Unidade de Monitoramento localizada na cidade de Areia Branca-RN, onde permanecerá em observação junto com os demais encontrados. As causas do aparecimento desses animais no nosso litoral ainda são desconhecidas.
 
 
Leia Mais

PRESERVANDO REALIZA FESTA DE ENCERRAMENTO

Projeto Preservando realiza festa de encerramento durante a FEIRASSI

O Projeto Preservando realiza  nesta sexta-feira (05/08) na praça Central de Icapuí, com início previsto para 18h, a  festa de encerramento do Projeto para socializar os resultados alcançados com o Projeto Preservando na região de Aracati, Icapuí e Fortim.

O Projeto foi realizado pela ONG ARATU dentro da proposta do CIP Desenvolver, tendo apoio da  W.K. Kellogg Foundation e outras instituições públicas e privadas. Seu objetivo foi reeducar o homem para a utilização e a preservação do meio ambiente, buscando o equilíbrio necessário entre o desenvolvimento econômico e a conservação dos recursos vivos e renováveis, a fim de formar protagonistas socioambientais e cidadãos conscientes. Nesse intuito, o projeto vem sendo desenvolvido a fim de promover a articulação e o fortalecimento institucional na região, sensibilizando para a conservação do meio ambiente, através da Educação Ambiental. 

O evento acontece em parceria com a FECI (Federação das Entidades Comunitárias de Icapuí), dentro da programação da VII FEIRASSI, esta que teve inicio ontem, e acontecerá um momento cultural com shows,  exposição de atividades produtivas e a exibição do Vídeo do Preservando.

Representantes de grupos e organizações de Aracati e Fortim também estarão presentes no evento. 

Com informações de Janaina Almeida da ARATU
 
 
Leia Mais

CERTIFICADOS DO CURSO MUDANÇAS CLIMÁTICAS E DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL ESTÃO PRONTOS

Os certificados do Curso Mudanças Climáticas e Desenvolvimento Sustentável realizado pela Universidade Aberta do Nordeste, da Fundação Demócrito Rocha (FDR), já estão prontos. O curso aconteceu no período de agosto de 2010 a abril de 2011, na modalidade de Educação a Distância (EaD), totalizando uma carga horária de 160h/a a nível de extenção.
Do município de Icapuí participaram do curso 88 pessoas. Os participantes podem procurar a partir da próxima segunda-feira, 08 de agosto de 2011, CARLOS ALBERTO PEREIRA DA SILVA, na Escola de Ensino de Ensino Fundamental Professora Mizinha, das 07 as 11h e das 13 as 17h, para receberem o certificado.
O certificado só será entregue ao próprio participante do curso. O certificado só será entregue a terceiros somente se o mesmo apresentar documento de identificação do participante.

Maiores informações:
Carlos Alberto Pereira da Silva
Coord. Municipal
(88) 9218-9996
(88) 9648-1315
Leia Mais

VII FEIRASSI TEM INÍCIO HOJE


 Tem início hoje, 04 de agosto de 2011, a VII FEIRASSI - Feira das Associações da Agricultura Familiar, Arte e Artesanato de Icapuí. Toda a programação da feira se estende até amanhã, 05 de agosto de 2011, sexta-feira na Praça Central de Icapuí, Adauto Róseo, e  no Centro de Juventude e Cidadania - CJC. 
A FEIRASSI acontece desde 2004 e tem entre outras finalidades:
* Fomentar a produção de alimentos e do artesanato local;
* Incentivar o empreendedorismo;
* Promover um canal de comercialização dos produtos da agriucultura e da manufatura familiar;
* Promover, como atrativo paralelo à feira, apresentações da cultura popular (dança, música e teatro);
* Atrair nativos e turistas ao evento;
* Manter um intercâmbio com outros municípios;
*Promover o resgate da cultura popular;
 
Segue abaixo a programação:

 04 de agosto de 2011 (QUINTA-FEIRA):
07:00hs - Pré-abertura com representantes da FECI, Secretaria de Desenvolvimento e Meio Ambiente, Secretaria Municipal de Assistência Social, Petrobras, entre outros
08:00hs  – Seminário de Empreendedorismo : “Aprender a Empreender ” - SEBRAE
Apresentação Cultural: (Grupo de flauta e violão do CRAS).
Local: CJC
08:00hs  - Oficina de EVA com asa crianças – Aldo Firmino
Local: casa paroquial
13:00hs - Encerramento
14:00hs - Oficina de Bisqui com artesãos e marisqueiras - Ursula Maia
Local: CJC
14:00hs - Oficina de EVA com asa crianças – Aldo Firmino
Local: casa paroquial
18:00hs - Cinema na Praça;
Local: Praça Central
19:00hs - apresentação Cultural de cordel e repentes com J. Gomes;apresentação do Grupo Batulata; quadrilha e Exposição de artesanato , comidas típicas e projetos locais.
22:00hs – Encerramento com show de MPB.

05 de agosto de 2011 (SEXTA - FEIRA)
8:00hs - Abertura oficial com representantes da FECI, Secretaria de Desenvolvimento e Meio Ambiente, Secretaria Municipal de Assistência Social, Petrobras, entre outros
Apresentação: Banda Municipal
Local: Praça Central
Exposição e comercialização de produtos da agricultura familiar e programas e projetos do município.
Local: Praça Central
8:00hs - Oficina Sobre a realidade Ambiental com Crianças e Adolescentes do Município.
14:00hs – Ensaio geral dos calouros mirins. 
Local: CJC
17:00hs - Exposição e Vendas de Produtos -
Exposição de artes; Gastronomia.
Produtos á base de algas marinhas
Apresentações culturais artísticas
Exposição de projetos por ONG’s, governo municipal e Petrobrás.
19:00hs - Encerramentos das atividades do Projeto Preservando – Associação ARATU: Vídeo com as atividades do Projeto, estande e exposição.
20:00hs - Apresentações Artísticas
Apresentação de Grupos de Teatro;Quadrilha; Concurso de Dança e
Show de Calouros Mirim
23:00hs - Encerramento: entrega das premiações aos vencedores do Show de calouros mirim e do concurso de dança e Show com Banda SertaPop e Bandas locais.


Associação ARATU de Proteção dos Ecossistemas Costeiros é um dos parceiros da feira e estará com Stand expondo um pouco do trabalho desenvolvido. Na sexta-feira à noite estará fazendo exibição de um vídeo do Projeto Preservando que a instituição vem desenvolvendo nos municípios que integram o CIP-Desenvolver (Aracati, Fortim e Icapuí). O projeto é apoiado pela Fundação Kellogg e demais parceiros da região, entres eles as prefeituras dos 03 municípios e demais instituições e organizações que integram o território.
Leia Mais
Tecnologia do Blogger.
 

Quem somos!

Fundada em 28 de abril de 2005 por um grupo de jovens identificados com as questões ambientais, a Associação Aratu de Proteção aos Ecossistemas Costeiros - ARATU é uma entidade sem fins lucrativos sediada no município de Icapuí-CE. A primeira composição do grupo surgiu a partir do Curso de Caracterização e Recuperação de Áreas Degradadas do Ecossistema Manguezal que aconteceu em Icapuí-CE, no ano de 2003, em função da execução do Projeto Esse Mar é Meu.

Designed By: DIGITART | Jakson Ney